41738

Quando você usa GLP, ajuda a preservar a Camada de Ozônio

Muito já se falou e já se sabe sobre as práticas que prejudicam a camada de ozônio — aquela que fica a 25 km de altitude e protege animais, plantas e seres humanos dos raios ultravioleta emitidos pelo Sol. Porém, por mais que pesquisas apontem que ela está se recuperando graças a resultados do Protocolo de Montreal, assinado em 1982, é nossa missão tomar atitudes para que ela seja cada vez menos agredida.

Para que esse cenário melhore, algumas ações precisam ser aplicadas e são nossas escolhas que fazem a diferença! Sabia que fazendo uso do GLP você já está contribuindo para isso?

O GLP (gás liquefeito de petróleo) possui um alto poder calorífico e, exatamente por isso, é tão procurado para ser usado em diferentes locais, sejam residenciais ou comerciais. Além de ser bastante eficiente, esse tipo de gás também não requer construção de gasodutos ou redes de distribuição, o que faz com que consiga chegar a regiões mais remotas.

Mas onde é que entra a questão dele ser vantajoso à camada de ozônio? Nós já vamos te explicar!

Uma breve apresentação sobre a camada de ozônio

Em volta da Terra há uma fina camada de um gás chamado ozônio (O3). Sua existência faz com que animais, plantas e seres humanos sejam protegidos dos raios ultravioletas emitidos pelo Sol.

Ao danificar essa camada, o ozônio entra na superfície terrestre e contribui no aumento da poluição do ar, bem como na produção de chuva ácida. E é nesse ponto que nós, habitantes do planeta, devemos ajudar no combate à obstrução do gás que nos protege.

As vantagens do GLP para a natureza

Assim como os demais gases combustíveis, o GLP tem uma baixa emissão de poluentes quando queimado. Para se ter uma noção, sua utilização pode poupar a queima de inúmeras árvores, já que um botijão de 13kg de GLP equivale a 10 árvores que deixaram de ser queimadas.

Por ser menos agressivo ao meio ambiente, visto que não emite dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera, o GLP é um combustível limpo e  pode ser aplicado em diversos usos. Na área comercial, por exemplo, ele pode ser usado em restaurantes, no preparo de alimentos, e também em hotéis, no aquecimento da água que chega até os chuveiros.

E por que escolher o GLP?

Como já mencionado, o GLP possui um alto poder calorífico, o que significa que você gasta menos gás e obtém praticamente a mesma quantidade de calor. Para entender melhor sobre essa questão, analise o quadro abaixo e compare o poder calorífico entre 7 tipos de combustível, incluindo o GLP.

Quantidade

Combustível Poder calorífico (Kcal)

1kg

GLP 11.500
1m³ Gás natural

9.400

1m³

Gás de rua 4.200

1kg

Óleo diesel 10.200
1kg Carvão

5.000

1kg Lenha

2.900

1kwh Energia elétrica

860

Fonte: Cartilha FAQ Sindigás (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo)

Com base nessas informações, pode-se concluir que, ao mesmo tempo em que o GLP é o gás que emite maior calor em suas aplicações, ele também é um dos que menos emite CO2 ao planeta.

Caso você queira não só contratar um serviço de distribuição de GLP para o seu negócio, mas também ajudar o planeta, entre em contato conosco