Image of engineering objects on workplace top view.Construction

Instalação de gás: 4 dicas para projetar a sua durante a obra

A comodidade que o gás GLP proporciona às pessoas é indiscutível. Por ser um combustível muito versátil e de alto poder calorífico, ele pode auxiliar em diferentes frentes de um negócio, como comércio ou hotéis e pousadas. Mas apesar de possibilitar inúmeras facilidades no seu dia a dia, sua instalação também necessita de cuidados.

Abaixo, confira algumas dicas de como é possível prevenir certas situações ainda em etapa de obras e/ou projetos arquitetônicos. Afinal, ninguém deseja comprometer a estrutura da obra e ocasionar gastos desnecessários.

Dica 1 – Escolha bem seus parceiros

Primeiramente, você precisa escolher com sabedoria os profissionais que irão permanecer com você ao longo de toda a obra. Portanto, pesquise sobre o escritório de engenharia/arquitetura que irá comandar a construção. Do mesmo modo, seja criterioso ao selecionar a prestadora de serviços do GLP para a sua empresa.

Dica 2 – Defina os pontos de utilização

Assim que o projeto for iniciado, é imprescindível a definição dos pontos de utilização, bem como a demanda de gás que cada espaço vai necessitar. Dessa forma, é possível dimensionar os espaços no qual ficarão as tubulações, tanques de armazenamento e demais exigências técnicas.

Mas lembre-se: um projeto bem planejado evita vazamentos e gastos posteriores com reformas. 

Dica 3 – Instale os equipamentos no local adequado

Como pontos comerciais demandam um maior volume de GLP, os recipientes de abastecimento precisam ser instalados no exterior do edifício. 

Como o local precisa ser bem ventilado, não faça essa instalação em porões, garagens subterrâneas, forros e demais espaços do gênero. Por isso, fique atento!

Dica 4 – Escolha a tubulação adequada

Os canos de cobre costumam ser os mais utilizados na instalação do GLP, por serem resistentes e com melhor condição de preservação. Mas também existem outros 2 tipos de tubulações disponíveis no mercado:

  • Tubo de aço carbono: normalmente usado em indústrias e lugares que trabalham sob alta pressão, o tubo de aço carbono traz a vantagem de ser disponibilizado em diferentes formatos e medidas, o que pode facilitar na hora da instalação.
  • Tubo PEX: produzido em polietileno reticulado, é bastante utilizado em projetos personalizados e pode ser instalado tanto na vertical quanto na horizontal.

Para saber qual é a melhor opção para a sua obra, consulte um profissional especializado.


Com mais de 10 anos atuando no mercado de distribuição de GLP a granel, a Gaslog é credenciada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) para atuar em todo o Brasil. Hoje, a empresa está presente nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

Caso tenha interesse em ser nosso parceiro, entre em contato e solicite um orçamento.

Leia mais: